Antes de começar uma obra em casa é preciso definir o melhor tipo de betoneira para essa atividade. Por isso é importante conhecer os principais modelos para cada tipo de demanda.

Há muito tempo não se mistura mais concreto apenas com o auxílio de uma pá e enxada. Mesmo em obras pequenas, na reforma de casas, por exemplo, diferentes tipos de betoneira podem ser utilizados. Mas, como escolhê-lo?

Descobrir quais as betoneiras usadas pela construção civil é o primeiro passo. Em seguida, a partir de suas funções e capacidades, você define o modelo mais adequado ao seu canteiro.

Leia também: O que é betoneira e para que serve!

6 critério para escolher melhor betoneira

Você verá adiante os tipos de betoneira disponíveis, mas antes é preciso conhecer os pontos que pesam na escolha deste equipamento. Assim, durante sua pesquisa considere:

  1. Formato do Tambor: o tamanho do tambor da betoneira está associado à quantidade de materiais que vai poder misturar. A referência aqui são os litros (l). No mercado você vai encontrar modelos de betoneiras de 120 litros, betoneiras de 150 litros, betoneiras de 400 litros até 600 litros (exceção das betoneiras usadas em caminhões).
  2. Encravamento: é característica que indica como o tambor está ligado a base de sustentação das betoneiras, e das engrenagens que realizam o movimento de giro.
  3. Qualidade da pintura: por se tratar de um equipamento exposto à água, luz solar e a ação dos materiais de construção, a betoneira sofre com a corrosão. Mas, modelos que passam por processo de pintura eletrostática, por exemplo, têm resistência maior.
  4. Tipo de solda: é outro indicador do maior tempo de vida útil dessa máquina. Atualmente, as peças que são soldadas de maneira robotizada, tem mais durabilidade.
  5. Engrenagens: tenha atenção ao tipo de matéria-prima que dá origem ao pinhão e cremalheira. As melhores betoneiras têm ferro fundido na composição dessas engrenagens.
  6. Potência do motor: se optar por um modelo elétrico ou alimentado por combustível, considere a marca do motor, bem como sua potência.

No Brasil quatro fabricantes se destacam na produção de betoneiras: CSM, Menegotti, Motomil e Maqtron.

A primeira se destaca na fabricação de robustas máquinas, sobretudo para indústrias e construtoras. Já a Menegotti produz uma ampla linha de modelos de betoneiras semi-fixas.

Entenda melhor sobre os diferentes tipos de betoneiras.

Principais tipos de betoneira

A betoneira é um equipamento movido manualmente, por combustível ou energia elétrica, capaz de misturar materiais (cimento, areia, brita, etc.) que servem para construir ou reformar imóveis.

São 4 os formatos mais usadas na construção civil:

  1. fixa;
  2. semi-fixa;
  3. automática;
  4. móvel.

Conheça mais sobre cada uma delas.

1 – Betoneira Fixa

Recebe essa denominação, pois opera num mesmo ponto, sem o auxílio de rodas para se movimentar no canteiro de obras.

Ela pode ser manual ou movida por motor elétrico. A vantagem da fixa para os demais tipos de betoneira é possível posicioná-la num espaço mais protegido de intempéries, e numa área central da obra. 

2 – Betoneira Semi-fixa

É a betoneira com mais versões no mercado. Sua estrutura conta com pés fixos e rodas que facilitam a movimentação do equipamento no ambiente de construção.

Você encontra a semi-fixa em formatos que funcionam por motor e manualmente. Também está disponível com diferentes capacidades, o que permite usá-la em obras de pequeno, médio e grande porte.

3 – Betoneira Automática

Em obras nas quais a produção de concreto, por exemplo, não pode parar, se utiliza a betoneira automática. Normalmente, construtoras ou fábricas de pré-moldados utilizam essa máquina, que é movida por um motor elétrico.

Ela tem um sistema de basculamento que permite a despejar os materiais no tambor, para posterior mistura. 

Sua vantagem é que não precisa de mão-de-obra humana para fazê-la funcionar, e também tem baixo custo de manutenção. A capacidade média é de 600 litros.

4 – Betoneira Móvel

Esse é o formato usado em caminhões. Pode ser acionado por motor elétrico ou a diesel e sua capacidade de produção (em média) é de 5 toneladas.

Dentre os tipos de betoneira a móvel tem um sistema mais robusto, e é desenvolvida para se enquadrar ao chassi do motor do caminhão.

Dessa forma, é necessário ter um veículo projetado para receber a acoplagem da betoneira móvel, bem como para incluir todo sistema elétrico e de engrenagens que moverá o enorme tambor.

Betoneira grande para tambor de caminhão

Aprenda mais: Como calcular o metro cúbico do concreto!

Qual é melhor betoneira ou misturador?

De forma complementar aos formatos de betoneira apresentados anteriormente, vale diferenciar a betoneira do misturador.

Primeiramente, são máquinas distintas, ou seja, não se destinam a mesma tarefa. Como você viu, a betoneira é usada para realizar a mistura dos materiais que dão origem ao concreto.

No caso do misturador elétrico, ele serve para misturar e homogeneizar soluções líquidas que não tenham partículas sólidas. Então, é a máquina mais comum para usar na mistura de massa corrida e tintas, por exemplo.

Assim, chegamos ao fim. Revise os tipos de betoneira apresentados aqui, e defina qual atende o ritmo de sua obra ou empreendimento. E para conhecer o catálogo completo das fabricantes mencionadas, visite o site da Mérito Comercial.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.