A piscina elevada é um modelo que adiciona mais estilo ao ambiente. Além disso, pode ser construída a partir de quase todos os materiais, oferece o mesmo conforto de outros formatos.

Construir piscinas nunca foi tão real aqui no país. O mercado aquecido, viabiliza bons preços e variedade de opções. Isso é o que indicam os números da ANAPP (Associação Nacional das Empresas e Profissionais de Piscinas), colocando o Brasil em segundo lugar no  mundo (no quesito instalação de piscinas), ficando atrás apenas dos EUA.

Esse cenário favorece aqueles que querem aproveitar o espaço na casa para construir uma piscina elevada ou cravada no solo.

As piscinas altas passaram a ser o formato preferido nos projetos residenciais e comerciais. Mas, será que é viável para você? Existem benefícios em instalar esse tipo de tanque? Descubra tudo aqui.

Leia também: Diferentes modelos de cascata para piscina!

Como construir uma piscina alta?

Antes de construir uma piscina, seja ela elevada ou escavada, é preciso definir o local adequado para o projeto, este é o passo inicial. Em seguida, elaborar um projeto arquitetônico viável e começar a construção.

No plano deve constar design, dimensões e tipo de material (alvenaria, fibra, etc.). Já na fase estrutural a análise do solo é essencial. Essa preocupação é necessária, pois dependendo do substrato, você investirá mais nas fundações da piscina elevada.

O revestimento também é outro ponto importante nessa edificação. Você pode incluir madeira, cerâmica, vidro, entre outros. Aqui a questão decorativa é que guia seu projeto.

Por fim, para a construção de uma piscina elevada de fibra, madeira, vidro, você deve contratar profissionais experientes. Sobretudo se o reservatório vai aproveitar paredes, por exemplo. 

Qual altura ideal para uma piscina elevada?

De maneira geral, o que caracteriza uma piscina elevada simples é sua sobreposição ao piso. Ou seja, ela é construída em cima da superfície.

A recomendação é que sua borda esteja a pelo menos 50 cm do solo, favorecendo a estabilidade. Em alguns projetos essa distância é de até 1,5 m.

Entretanto, a altura das paredes da piscina, que indicará a sua profundidade, deve respeitar as condições estruturais do local. Sendo assim, uma piscina no jardim pode ter dimensões diferentes de uma instalada na cobertura de apartamentos.

Descubra quanto custa para construir uma piscina!

6 vantagens da piscina elevada

Não é apenas estilo e sofisticação que uma piscina com deck, por exemplo, garante ao ambiente. Optar por esse formato proporciona benefícios como:

  1. Sem escavação – não há necessidade de escavar, nem tampouco se preocupar com os detritos deste tipo de serviço. Conforme dito, esse formato de piscinas é construído no piso.
  2. Personalização – outra vantagem é que pode solicitar um design único para sua piscina. Além de incluir elementos decorativos que atendam a seu perfil.
  3. Menor tempo de construção – num projeto tradicional de piscinas de alvenaria, a etapa de escavação toma bastante tempo. Depois é necessário aguardar a acomodação das paredes, colocar o revestimento… São muitas fases.
  4. Pouco espaço – é ideal para espaços pequenos. É possível aproveitar as paredes do quintal, por exemplo, para traçar o design do tanque.
  5. Pode ser feita em locais altos – essa é opção para construir piscinas em coberturas.
  6. Aproveita o desnível do terreno – muitos formatos aproveitam o desnível do lugar para diferenciar profundidade do reservatório. Facilitando o posicionamento de escadinhas e cascata para piscina.

Desse modo, dependendo do escopo do projeto, o custo de piscinas elevadas é menor que das escavadas.

Piscina elevada para coberturas

10 modelos de piscina elevada

Como já mencionado, você tem liberdade para traçar o design da sua piscina alta. Mas, para ajudar você, listamos 10 modelos para inspirar o seu projeto!

1 – Piscina elevada alvenaria

É o formato mais comum. São construídas paredes, e posteriormente revestidas com cerâmicas, azulejos, etc.

2 – Piscina elevada com fibra

Também é outro modelo muito usado. Não é necessário construir o tanque, apenas decorar sua parte externa, fazer as instalações hidráulicas e começar a usar.

3 – Piscina elevada vidro

Tipo que proporciona requinte ao ambiente. São erguidas paredes de vidro, que se apoiam numa fundação de concreto, por exemplo.

4 – Piscina elevada com deck

Formato que garante beleza e conforto. Permite construir desde degraus até banquinhos ao redor da piscina.

5 – Piscina elevada pedras naturais

Nesse modelo, uma das paredes é uma superfície coberta com pedras de mármore ou granito.

6 – Piscina elevada vidro e alvenaria

Combina paredes de alvenaria e vidro. É uma opção para quintais ou coberturas de apartamentos.

7 – Piscina elevada fibra alvenaria

A recomendação é construir bordas de alvenarias, revestidas com pisos cerâmicos, para acomodar piscinas de fibra.

8 – Piscina elevada alvenaria e madeira

Construir bordas de madeira para cercar piscinas elevadas de alvenaria, é unir beleza e resistência.

9 – Piscina elevada redonda

Modelo indicado para pequenos espaços. A indicação é usar reservatórios de fibras com formas circulares, e cercar com madeiras ou alvenaria.

10 – Piscina elevada madeira, vidro e alvenaria

Você pode unir esses materiais para deixar ainda mais bonita a piscina. Normalmente, se constrói 3 paredes de alvenaria e 1 de vidro. E a maior parte do revestimento externo de madeira.

Mulher pisa no deck de madeira de uma piscina elevada

Lembrando que a piscina alta precisa ser desenvolvida e construída por profissionais com experiência atestada, não esqueça de comprar também os equipamentos para piscina necessários para completar o projeto. 

O site da Mérito Comercial tem tudo que você precisa para fazer o sonho da piscina sair do papel! Continue acompanhando nossas dicas e assine nossa newsletter.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.