Uma banheira jacuzzi é uma maravilhosa opção para relaxar e descansar em águas quentes. Mas para que funcione, é preciso que a manutenção seja feita regularmente.

A banheira de hidromassagem jacuzzi se caracteriza por suas funcionalidade e design que garante ergonomia e conforto. Ela está presente em residências, clubes, academias, SPAs, hotéis, etc.

Porém, para aproveitar suas vantagens, fazer a manutenção da jacuzzi é necessário. Isso garante que continue funcionando bem e você continue aproveitando momentos relaxantes. Entenda todas as etapas desse serviço.

Conheça tudo o que é preciso para não ter problemas com sua jacuzzi e garantir o bem-estar e tranquilidade desejados.

Leia também: Como instalar cascata: confira nosso passo a passo 

Etapas da manutenção da jacuzzi

A banheira é um aparelho hidrossanitário, ou seja, requer instalações hidráulicas e tubulações para o devido descarte da água. 

Além disso, o modelo jacuzzi é dotado de jatos para hidromassagem. Desse modo, requer a conexão de uma motobomba ligada a uma rede elétrica.

Assim, já é possível ter uma ideia de que a manutenção de jacuzzi não se resume a apenas limpar a banheira. É preciso verificar desde os tubos (para garantir a qualidade da água) até o funcionamento dos equipamentos conectados.

Afinal, como é a manutenção de uma jacuzzi? Bem, podemos dividi-la nas seguintes etapas:

  • Limpeza superficial
  • Limpeza da tubulação
  • Verificação dos equipamentos

A seguir, descubra mais sobre cada uma dessas etapas.

Manutenção da superfície da jacuzzi 

A limpeza superficial desse tipo de banheira pode ser feita diariamente, sobretudo se o aparelho é compartilhado por muitas pessoas.

Para retirar poeiras e impurezas da superfície utilize apenas uma toalha de algodão. Mas se você pretende lavar a jacuzzi siga os seguintes passos:

  1. Separe um pano macio ou esponja, sabão ou detergente neutro;
  2. Esvazie a banheira;
  3. Umedeça o pano e aplique o detergente;
  4. Faça movimentos leves com a esponja sobre a superfície;
  5. Por fim, retire o excesso com o pano.

Para limpar os apoios de cabeça, a recomendação é utilizar uma escova e pano com detergente.

Por fim, use cera siliconada para corrigir as imperfeições, como pequenos arranhões ou riscos. Esse produto também pode ser um preventivo: aplique uma vez ao mês para evitar o ressecamento da superfície, principalmente se a banheira jacuzzi fica na parte externa do imóvel.

Já para banheiras com bordas de madeira, é possível aplicar lustra-móveis (sem perfume) e espalhá-lo com ajuda de uma flanela.

Por outro lado, você NÃO deve fazer:

  • Usar lã, palha de aço ou esponjas de dupla face;
  • Não aplique pó abrasivo ou qualquer produto de limpeza agressivo.

Manutenção da tubulação da banheira

Essa parte da manutenção da jacuzzi é bem importante, pois ajuda a eliminar os resíduos que ficam nos tubos. O processo deve ser feito a cada 3 ou 4 meses, e seus passos são:

  1. Encha a banheira com água até 40ºC;
  2. Despeje 2 colheres de sopa de detergente neutro;
  3. Ligue a jacuzzi e deixe operar por até 10 minutos;
  4. Repita o processo se a água ficar turva;
  5. Faça a drenagem de toda água;
  6. Encha novamente, mas dessa vez com água fria, e deixe funcionar pelo mesmo tempo;
  7. Drene por completo mais uma vez e a limpeza dos tubos estará completa.

Lembre-se que não deve usar produtos abrasivos para limpar a tubulação.

Manutenção dos equipamentos da jacuzzi

Aqui o que deve ser observado são os equipamentos que fazem a banheira funcionar. Então, é uma etapa para cuidar da bomba de hidromassagem e do sistema de aquecimento.

Nesse caso, a orientação é seguir o manual de cada componente. A motobomba, por exemplo, dependendo do tempo de utilização pode precisar de substituição de peças.

Já o sistema de aquecimento necessita de revisão para verificar desde a fiação até o próprio aquecedor.

Um indicador da hora certa de limpar o aquecedor são as alterações na temperatura da água. Essa irregularidade aponta que o equipamento precisa ser observado com mais atenção.

Há também necessidade de observar os dispositivos de sucção e de hidroterapia. Muitas vezes será preciso retirar as grades desses drenos para fazer a limpeza.

Leia também: Para que serve e como funciona uma bomba de hidromassagem!

Curiosidades sobre piscina e banheira

Para efeito de curiosidade, vale conhecer algumas diferenças entre uma piscina e uma banheira de hidromassagem jacuzzi, veja abaixo.

1. Qual é a diferença entre jacuzzi e piscina?

Sem dúvida, a distinção básica é a quantidade de água que cada um consome. Uma banheira tem capacidade de até 3.000 litros, já uma piscina é variada, chegando a 100.000 litros de água.

Ambos são ótimos equipamentos de lazer, mas para quem busca algo mais particular, a jacuzzi é a melhor opção. Por outro lado, se a ideia é diversão com mais pessoas, aproveite uma piscina.

2. Quanto custa manter uma jacuzzi?

Depende do modelo, mas a manutenção da jacuzzi não ultrapassa, via de regra, os R$200,00.

3. O que é mais caro: piscina ou jacuzzi?

Inicialmente, desde a instalação hidráulica até a manutenção, manter uma banheira é mais atrativo do que uma piscina. Entretanto, existem modelos de jacuzzi que podem ser mais caros do que alguns formatos de piscinas.

4. Bomba de piscina serve para banheira de hidromassagem?

Existem modelos específicos de motobombas tanto para jacuzzi quanto para piscina. O recomendado é sempre escolher o formato certo para o reservatório.

A motobomba de hidromassagem, por exemplo, precisa ser autodrenante, para evitar o acúmulo rápido de resíduos na tubulação. E as bombas para piscinas são conectadas a filtros, que contribui para qualidade da água.

Está em busca de equipamentos necessários para fazer a manutenção da sua Jacuzzi? Confira o catálogo de opções do Mérito Comercial!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *