Manter a piscina quente no frio garante a satisfação de qualquer cliente. Mas e aí você sabe qual o melhor aquecedor para piscina? Continue lendo que até o final deste artigo você vai saber como escolher o ideal para você.

Você quer saber qual o melhor aquecedor de piscina disponível no mercado? Existem muitas marcas que investem no desenvolvimento desse aparelho. E para que você não tenha dúvidas quando for escolher, separamos 7 dicas que vai facilitar a sua vida. Confira!
Ter uma piscina é o desejo de muita gente, principalmente em dias de muito calor. Mas, e durante o período que faz frio, não dá para dar uns mergulhos? A resposta é sim! Basta adquirir um aquecedor para piscina.
Um equipamento muito usado em clubes e academias, o aquecedor consegue deixar a água mais agradável, pois mantém as temperaturas acima dos 22°C até os 32°C. Então, para quem mora em regiões frias ou pretende abrir um negócio que usará piscinas no início do dia e durante a noite (horários com menor temperatura), vai precisar de um aquecedor.
Mas, e como distinguir qual é o melhor aquecedor de piscina? Veja nossas dicas.

1 – A sua localização define o tipo de equipamento

Veremos mais à frente os principais tipos de aquecedores de piscina, porém antes de optar por um deles é importante saber, que a região que você mora será determinante nessa escolha. Por quê?
Sabemos que no Nordeste o nível insolação é maior durante boa parte do ano. Na prática, isso nos diz que utilizará o aquecedor de piscina por menos tempo, logo optar por um equipamento alimentado por energia solar, será assertivo.
Já no Centro-Sul as temperaturas e a radiação solar tornam o ambiente mais frio, e com menos luz durante o ano. Dessa forma, os aquecedores ficam por mais tempo ligados, e por isso, vai precisar usar aqueles que conciliam bom desempenho e baixo custo de operação.

Confira em nossa loja a lista completa de: bomba solar.

2 – O tamanho da piscina x tempo de aquecimento

Outro ponto que define qual é o melhor aquecedor de piscina, é o tamanho do reservatório. As dimensões da piscina vão determinar a massa d’água que deve ser aquecida, e consequentemente a potência do equipamento que esquentará.
A regra é simples: quanto maior a piscina, mais tempo precisará para aquecê-la. Então, deverá optar por uma máquina que consiga melhorar a temperatura d’água num tempo satisfatório. Não adianta economizar no valor do aquecedor de piscina, e aumentar o valor da conta de energia.
Aqui a principal dica é observar a capacidade do equipamento, quantos metros cúbicos de água ele consegue aquecer e qual o tempo que leva para operação. São pontos que também te ajudarão a entender como funciona o aquecedor de piscina.

3 – Praticidade na instalação

Essa é uma dica básica, mas fundamental. Já imaginou ter que quebrar parte da estrutura do reservatório para colocar o aquecedor? Certamente não é interessante. Por isso, vale questionar o vendedor no momento da compra fatores como:

  • O que é preciso para instalar o aquecedor?
  • Qual tempo para fazer a instalação?
  • Somente profissionais podem instalar determinado modelo?
  • Aterramento, conexões hidráulicas, fiações, tubulações para exaustor…

Nessa etapa também é importante você saber o valor de manutenção, e se é caro manter o sistema de aquecimento funcionando.

4 – O aquecedor não deve agredir o meio ambiente

Essa é uma dica para quem deseja agregar ao seu negócio um caráter sustentável. Academias que visam oferecer qualidade de vida às pessoas, devem se preocupar se o aquecedor de piscina emite poluentes que comprometam a natureza.
Atualmente as fabricantes listam em seus produtos pontos como desempenho energético, emissão de decibéis, emissão de CO2, etc. Veja também se o equipamento tem o selo do INMETRO atestando que esses níveis foram realmente mensurados.
Não adianta só pensar numa piscina com água morna e esquecer que o meio ambiente está pagando a conta.

5 – Os tipos de aquecedores de piscina

Para determinar qual o melhor aquecedor de piscina, você precisará distinguir seus principais formatos. E quando conhecer esses tipos, bastará comparar com as outras dicas que estamos apresentando. Veja quais são esses, e suas vantagens e desvantagens:

  • Aquecedor a gás para piscina
  • O aquecedor a gás para piscina, é um modelo que pode ser usado o ano todo e aquece de forma rápida piscinas de diferentes tamanhos. E como o nome indica, utiliza combustível fóssil para funcionar.

Vantagem: tem bom desempenho quando a questão é tempo de aquecimento, além de ser o modelo mais barato.
Desvantagem: emite resíduos poluentes. Também existe o risco de vazamentos de gás, e se isto acontecer, é fatal.

  • Aquecedor elétrico para piscina
  • Já o aquecedor elétrico para piscina, como o nome já diz, usa a eletricidade para aquecer a água. Também pode ser usado em qualquer época do ano. É um dos mais usados, pois consegue deixar a água com boa temperatura por bom tempo.

No mercado existem muitas versões desse aparelho. São máquinas desenvolvidas para diferentes volumes de água (tamanhos de piscina), que atingem temperaturas variadas. Existem muitos modelos, tais como: com painel digital, automático, com ionizador, silencioso, econômico, monofásico, bivolt, entre outros.
Vantagem: eficiente para aquecer piscina, com um custo mensal menor do que o aquecedor a gás.
Desvantagem: tem um valor de compra alto e precisa de estrutura complexa para ser instalado, já que envolve eletricidade.

  • Aquecedor solar para piscina
  • O mais procurado hoje é o aquecedor solar para piscina, pois usa a mesma tecnologia das placas fotovoltaicas para aquecer a água da piscina. Normalmente é vinculado a uma motobomba para fazer com que a água quente circule pela piscina.

Vantagem: não tem custos com combustível e eletricidade.
Desvantagem: precisa de boa radiação solar para funcionar, então em determinados períodos do ano não pode ser usado.
Alguns clubes, por exemplo, utilizam mais de um desses modelos, aproveitando suas principais virtudes. Assim, conseguem o melhor custo-benefício com esses equipamentos para piscinas.

Conheça nossa categoria de Bombas para Piscina.

6 – A qualidade do equipamento

A reputação da fabricante é um elemento indispensável para definir qual o melhor aquecedor de piscina. Procure referências sobre a marca, peça a opinião de outros consumidores e verifique em sites de avaliação de produtos.
A qualidade do equipamento determina a durabilidade, além de prevenir gastos futuros com imprevistos e manutenção. Na hora de escolher, opte por marcas que ofereçam um bom período de garantia e que tenham uma rede de assistência técnica confiável (para usar quando necessário).

7 – Procure profissionais experientes

A última dica não é relacionada diretamente ao aparelho de aquecer água, mas para sua instalação adequada. Vimos que os aquecedores de piscina utilizam diferentes técnicas e tecnologias, e sem a devida instalação, podem quebrar ou não funcionar adequadamente.
Por isso, é fundamental procurar profissionais com experiência para fazer a instalação do aquecedor em sua residência, condomínio ou outros estabelecimentos. Eles seguirão todas as normas de segurança e o equipamento funcionará sem problemas.
Essas foram as 7 dicas que a Mérito Comercial preparou para você saber qual o melhor aquecedor de piscina. Boa pesquisa e até a próxima!

Autor

  • Pós-graduada em administração pela Universidade Unisa, atua no ramo de vendas de bombas hidráulicas há 27 anos, com experiência em diversos setores, de auxiliar administrativo a gerência. Com grande conhecimento em vendas técnicas e dimensionamento, participou de projetos em grandes obras do país. Há 11 anos está à frente da Mérito Comercial, a maior distribuidora de bombas hidráulicas do Brasil.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.