A urbanização dos grandes centros brasileiros oferece muitas vantagens, mas, carrega também alguns problemas, um destes são as enchentes. O escoamento superficial nas cidades é comprometido pelo asfalto, e os alagamentos são consequência.
Felizmente existem muitos recursos que ajudam a enfrentar essa dificuldade. As mais eficientes são sem dúvida as motobombas para drenar água. Equipamentos versáteis, práticos e resistentes. Têm ótimo custo de aquisição, e podem ser usadas em diferentes frentes que sofram com alagamentos.
E os modelos mais adequados para drenar águas de enchentes são a bomba submersível e a bomba autoescorvante, pois são máquinas capazes de drenar de maneira rápida a água que se acumulam em áreas subterrâneas (estacionamentos, por exemplo). Veja mais detalhes ao longo do texto.

Como funciona a bomba submersível

O principal uso de uma bomba submersível é o de drenar água com sólidos de tamanhos específicos.
Os modelos mais usados desse tipo de motobomba têm motor elétrico, rotor de bomba, carenagem de aço inox ou de material resistente a corrosão. Essa estrutura é essencial para suportar o tipo de serviço para o qual é destinada.
Em relação ao seu funcionamento, depende do modelo escolhido para ser usado. Existem bombas submersíveis que são instaladas diretamente eu um poço, de forma fixa, ou no local que esteja alagado.
Para drenar água de enchentes com bombas submersíveis móveis as principais recomendações são:

  • Verificar o sistema de vedação – esse é o tipo de equipamentos que estará sempre em movimento, e observar o estado das borrachas de vedação é fundamental, para evitar que os circuitos internos sejam comprometidos.
  • Utilize EPIs – no manuseio desse tipo de bomba é importante estar com todos os Equipamento Individuais de Proteção. Lembre que andará por áreas alagadas, e não é bom ter contato.

A bomba submersível é multiuso, ou seja, pode ser usada para outras ações que não sejam de drenar água de enchentes. Como ela trabalha bem em grandes profundidades, é muito usada para bombear água de poços artesianos.

Como funciona a bomba autoescorvante

Para áreas que tem certeza que a partículas sólidas são de maior proporção a solução é uma bomba autoescorvante. Elas possuem portas de inspeção grandes, o que facilita a drenagem de materiais de até 76 mm, por exemplo.
Como o próprio nome diz ela funciona pelo processo de escorva, ou seja, logo que é ligada ela se enche com o líquido que irá bombear, e o rotor da bomba dispara o trabalho da sucção. A sua principal vantagem é que ela poderá funcionar num sistema automático; pode se programar disparos, e ela sugará a água de uma área alagada.
Semelhante a submersível, existem modelos de bomba autoescorvante que trabalharam fixa num ponto e outras máquinas que podem ser colocadas em diferentes partes do lugar que foi atingindo pela enchente.
Esses formatos podem ser:

  • Movido a eletricidade
  • Movido a combustíveis (diesel e gasolina)

E servem para outras atividades como:

  • Abastecimento predial
  • Limpeza de reservatórios
  • Circulação de líquidos industriais
  • Sistemas de irrigação
  • Sistemas de refrigeração industrial
  • Abastecimento de bebedouros de animais

Na construção civil esse é um modelo bastante usado. É comum algumas partes da obra ficarem alagadas, e para montar um piso a área precisa estar seca.

Qual a opção mais eficaz contra enchentes?

Caso seu prédio ou sua empresa está abaixo ou bem próximo do nível do lençol freático é recomendado adotar uma dessas duas bombas para ter um sistema de drenagem de águas pluviais eficaz prevenindo qualquer problema inesperado causado pelas chuvas.
Sobre qual modelo deve escolher, pode tomar como referência o tamanho dos sólidos que serão sugados durante a drenagem. Se precisa drenar água de garagens de prédios, o ideal é que faça um poço na parte mais baixa, e use uma bomba submersível. Nessas áreas na maioria das vezes, os detritos que serão drenados são menores.
Mas, se precisa puxar água de campos abertos, de valas que tem todo tipo de sólido, o mais recomendado é a utilização de uma bomba autoescorvante, por sua capacidade de drenar partículas maiores.
Se a água que vai recolher será tratada e reaproveitada, a bomba submersível é mais interessante, pois ela consegue verticalizar com maior capacidade a água. Então poderá levar para reservatórios suspensos, por exemplo.
Já se pretende puxar a água de um poço para lançar em outro (onde fará o tratamento da água) os modelos de bombas autoescorvante movidos a combustível, são boas opções.
Esses dois tipos de bomba estão presentes em diversas áreas da construção civil, empresas de saneamento, mineradoras, atividades rurais e até no uso doméstico.

As opções de bombas para drenar água de enchente

Para te ajudar na pesquisa para encontrar o modelo mais indicado para sua necessidade, veja a lista das empresas que fabricam essas bombas de água, e quais suas especialidades:

  • ABS Sulzer (submersível)
  • Schneider (submersível)
  • KSB (submersível)
  • Bombas Ferrari (submersível)
  • Grundfos (submersível e autoescorvante)
  • Dancor (autoescorvante)
  • Toyama (autoescorvante)
  • Bomba Thebe (autoescorvante e submersível)

Essas são empresas referências, e tem assistência técnica que atende todo território nacional. Detalhe importante caso a bomba apresente qualquer defeito.

Outras informações importantes

Um alagamento ocorre por diferentes situações, desde desnível natural de sua propriedade até acúmulo de lixo nas galerias que circundam o prédio. Seja qual for o problema, é necessário que se antecipe.

Conheça nossa categoria de Bombas de esgoto.

Vale fazer um estudo do terreno, limpar as canaletas que arrodeiam o estabelecimento, investimento para evitar maiores prejuízos.
Apresentadas as opções para drenar água durante enchentes, não precisará mais sofrer com os problemas de alagamento. Pesquise os modelos que atendem o seu empreendimento, condomínio ou casa e aproveite os benefícios. Lembre-se que para sistemas mais complexos, conte com ajuda de um profissional especializado para fazer a instalação. Existem normas específicas para lidar com a rede elétrica e hidráulica.
Conheça modelos de bomba submersível e bomba autoescorvante em nosso site.

Autor

  • Pós-graduada em administração pela Universidade Unisa, atua no ramo de vendas de bombas hidráulicas há 27 anos, com experiência em diversos setores, de auxiliar administrativo a gerência. Com grande conhecimento em vendas técnicas e dimensionamento, participou de projetos em grandes obras do país. Há 11 anos está à frente da Mérito Comercial, a maior distribuidora de bombas hidráulicas do Brasil.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.